Índice de perdas de água no Brasil é de 35,9%


Informações pesquisadas na Internet. SaneamentoWeb não se responsabiliza pelos dados informados. Interessados devem certificar as informações diretamente com as fontes citadas.

 

Fonte: www.snis.gov.br, extraído em 16/07/2012, às 20:04 hs.

 

Observação: extraído do documento "Diagnóstico dos Serviços de Água e esgotos 2010", do SNIS - Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento. As referências citadas no texto podem ser vistos no referido documento (http://www.snis.gov.br/PaginaCarrega.php?EWRErterterTERTer=95)

 

Índice de perdas de faturamento

 

No que se refere aos dados do SNIS em 2010, o valor médio das perdas de faturamento (IN013) para todo o conjunto de prestadores de serviços foi de 35,9%, ou seja, em comparação com o ano anterior (2009) houve diminuição deste índice em 1,2 ponto percentual. Essa diminuição é ainda maior do que a observada de 2008 para 2009, quando houve uma queda de apenas 0,3 ponto percentual. O índice de 2010 é o menor valor de toda a série histórica de 16 anos do SNIS,

iniciada em 1995.

 

O Quadro 10 apresenta o índice de perdas de faturamento, em valores médios, segundo tipo de prestador de serviços, região geográfica e média do país para os participantes do SNIS em 2010. Por sua vez, o Gráfico 5 nada mais é do que a representação gráfica do Quadro 10, com as perdas de faturamento dos prestadores de serviços regionais, microrregionais, locais de direito público, locais de direito privado e locais empresa privada, para as 5 regiões geográficas do país. A linha vermelha representa o valor médio nacional em 2010.

 

 

 

Os Gráficos 6 e 7 mostram os valores do índice médio de perdas de faturamento (IN013) dos prestadores de serviços de abrangência regional participantes do SNIS nos anos de 2009 e 2010, respectivamente. Assim, fica possível verificar a evolução do comportamento deste índice de um ano para o outro. A linha vermelha representa o valor médio desse indicador para toda a amostra considerada no grupo, que foi igual a 35,7% em 2010 e 37,1% em 2009, uma diminuição de 1,4 ponto percentual.

 

 

 

Entre as companhias microrregionais de saneamento, Capinzal/SC, Cabo Frio/RJ e Joaçaba/SC apresentaram índice de perda de faturamento inferior a 25%, enquanto Itapemirim/ES, Araruama/RJ e Nova Xavantina/MT estiveram acima desse valor, sendo as duas últimas acima de 50%.

 

Para os prestadores de abrangência local, verificou-se também diferenças significativas entre os valores do indicador de perdas de faturamento, conforme demonstram os números a seguir: 463 (49,0%) prestadores com índices menores que 25%, 308 (32,6%) entre 25 e 50% e 174 (18,4%) com índices superiores a 50%. Na faixa menor, cabe registrar a existência de 165 prestadores com índices menores que 5%, sinalizando a possibilidade de falhas nas informações fornecidas que originaram o cálculo do indicador, já que para a realidade brasileira esses índices são pouco prováveis.

 

Os resultados apontaram um indicador médio de 36,4% para os prestadores de abrangência local. No ano de 2010 houve uma diminuição igual a 0,8 ponto percentual em relação ao ano de 2009 (37,2%), um pouco menor do que a verificada nos prestadores regionais. Essa diminuição é ainda maior do que a observada de 2008 para 2009, quando houve uma queda de apenas 0,2 ponto percentual.

 

Mesmo entre os subconjuntos de prestadores locais foram verificadas variações no índice médio, conforme dados a seguir: 37,0% nos serviços prestados por entes de direito público (LPu); 32,8% no subconjunto de serviços organizados como entes de direito privado (LPr); e de 35,9% nas empresas privadas (LEP).

 

Os Gráficos 8 e 9 mostram os valores do índice médio de perdas de faturamento dos 26 prestadores de serviços de abrangência local de maior porte6, participantes do SNIS, em 2010 e 2009, respectivamente, possibilitando a verificação do comportamento deste índice de um ano para o outro. A linha vermelha representa o valor desse indicador para toda a amostra considerada neste grupo de análise, que foi igual a 36,7% em 2010 e 38,9% em 2009, uma diminuição de 6,2%.

 

 

Visualização espacial da distribuição do índice de perdas de faturamento no Brasil

 

Os mapas das Figuras 5 e 6 apresentam a visualização espacial do índice de perdas de faturamento para todo o conjunto de prestadores de serviços participantes do SNIS em 2010 e 2009, respectivamente, com valores médios distribuídos por faixas percentuais, segundo os estados brasileiros. Dessa forma, é possível uma visualização comparada de dois anos consecutivos.

 

 

 

Postado em 19/07/2012 às 07:06 hs.