Seminário “A Sustentabilidade da Gestão do Saneamento”

 

 

Informações pesquisadas na internet. SaneamentoWeb colabora na difusão e não se responsabiliza pela programação, datas, locais de realização, conteúdo e demais informações pertinentes ao evento. Interessados devem certificar as informações diretamente com a entidade promotora.

 

 

Fonte: www.aesbe.org.br, extraído em 26/05/2011, às 20:02 hs.

 

ENTIDADE PROMOTORA:

AESBE - Associação das Empresas Estaduais de Saneamento Básico

 

LOCAL:

Auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados, em Brasília-DF

 

DATA:

07 e 08 de junho de 2011

 

CONTATO:

comunicacao@aesbe.org.br

 

Muito já se ouviu falar sobre sustentabilidade, mas você sabe o que é isso? Sustentabilidade é um termo usado para definir ações e atividades humanas que visam a suprir as necessidades atuais dos seres humanos, sem comprometer o futuro das próximas gerações. Ou seja, a sustentabilidade está diretamente relacionada ao desenvolvimento econômico e material sem agredir o meio ambiente, usando os recursos naturais de forma inteligente para que se garanta sua existência no futuro.

 

Seguindo esses parâmetros, as companhias estaduais de saneamento básico no Brasil, por meio da Aesbe (associação que as representa) estão realizando o seminário “A Sustentabilidade da Gestão do Saneamento”. O evento acontecerá no auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados, em Brasília-DF, entre os dias 7 e 8 de junho (veja programação).

 

A Aesbe entende que as atividades de saneamento, fundamentais à preservação do meio ambiente, à manutenção da saúde humana e ao desenvolvimento socioeconômico das regiões, também interferem no equilíbrio ambiental do planeta. “Para reduzir os impactos advindos da operação de sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário, os agentes que compõem o setor de saneamento básico nacional estão mobilizados para promover e discutir iniciativas que visem à sustentabilidade desses serviços, sem impactar os ecossistemas nos quais estão inseridos”, comentou Abelardo de Oliveira Filho, diretor-presidente da Aesbe.

 

O seminário “A Sustentabilidade da Gestão do Saneamento” tem como objetivos apresentar iniciativas ambientais realizadas pelas companhias estaduais de saneamento básico que favoreçam a melhoria e a ampliação dos serviços de distribuição de água e de coleta e tratamento de esgoto; discutir alternativas econômicas, operacionais e institucionais que promovam a sustentabilidade dos serviços; e difundir a conscientização sobre a importância do saneamento para a sociedade.

 

Quatro painelistas convidados irão expor informações, trabalhos e ações que orientem o público sobre a atual situação do mundo e, especialmente, do Brasil no que diz respeito aos impactos das mudanças climáticas. Ao final de cada painel, os convidados debaterão seus temas numa mesa-redonda que também responderá a perguntas da plateia.

 

Como painelistas convidados o seminário contará com: Carlos Tucci: Consultor do Banco Mundial; Raul Velloso: Consultor Econômico especializado em Análise Macroeconômica e Finanças Públicas e Ph.D pela Universidade de Yale, nos EUA; Nabil Bonduki: Secretário de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente; Silvano Silvério da Costa: Diretor de Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente.

 

Para a Unesco, mudanças têm um impacto significativo nos padrões climáticos, nas precipitações e no ciclo hidrológico, afetando a disponibilidade de água superficial, assim como a umidade do solo e reposição de água subterrânea. Um recente estudo estima que a mudança climática está acontecendo devido ao crescimento global da escassez de água (20%) e devido ao crescimento populacional e ao desenvolvimento econômico (80%). 

 

Por isso, o Brasil tem tentado se alinhar às estruturas setoriais, à conjuntura nacional e internacional sobre a questão da mudança climática. Persistem, todavia, problemas de carência de recursos humanos em quantidade e qualidade, deficiências de infraestrutura e logística capazes de atender a questões emergentes do conflito entre desenvolvimento econômico e medidas de proteção, conservação e uso sustentável dos ativos ambientais.

 

 

INSCRIÇÃO

Para se inscrever, os interessados deverão enviar um e-mail comunicacao@aesbe.org.br, informando o nome, empresa/instituição de vinculação e telefone de contato. Não há taxa de inscrição, mas os interessados devem se apressar, pois são oferecidas somente 150 vagas.

 

PROGRAMAÇÃO:

 

Dia 7 de junho

Hora

Atividade

9h

Recepção e entrega de materiais

9h30

Abertura

11h

1º PAINEL – Mudanças Climáticas: os reflexos da gestão sustentável no saneamento

12h30

Almoço

14h

2º PAINEL – A Redução do GEE no Saneamento

15h30

Coffee break

16h

3º PAINEL – Resíduos sólidos: a política e sua implementação

18h

Encerramento do primeiro dia

Dia 8 de junho

Hora

Atividade

9h

4º PAINEL – Os desafios da implementação da Lei nº 11.445/07

10h30

Coffee break

11h

5º PAINEL – Tributação: os impactos do setor e proposição de alternativas para o equacionamento

12h30

Encerramento

Fonte: Assessoria de Imprensa da Aesbe

  

Postado em 26/05/2011 às 21:17 hs.